quarta-feira, 27 de abril de 2011

Vereadores aprovam limite de nomes de ruas

Do blog Caixa Zero de Rogério Galindo

Os vereadores de Curitiba debateram longamente e acabaram, quase por unanimidade, dando o braço a torcer. Eles aceitaram que terão de parar de apresentar propostas de nomes de ruas desenfreadamente.

O projeto do vereador Juliano Borghetti (PP) - prevendo limite de três projetos do gênero por vereador a cada ano - foi aprovado quase por unanimidade. A única exceção foi o voto do vereador Professor Galdino (PSDB).

Hoje, apresentar nomes de ruas (junto com a indicação de pessoas para prêmios) se tornou função principal de muitos vereadores. Ao invés de discutir problemas mais sérios da cidade, ficam nessa superfície rasa.

A vereadora Renata Bueno (PPS) diz que chegou a haver um movimento durante a sessão para aumentar o limite para cinco propostas por ano. Mas acabou que a iniciativa não prosperou. "Esperamos que com isso seja elevado o nível do debate", disse.

Segundo o próprio Borghetti, nem há mais ruas para tantos nomes.

terça-feira, 26 de abril de 2011

Professores terão reajuste de 10% a partir de maio

A Prefeitura de Campo Largo dará reajuste salarial de 10% (dez por cento) aos professores e educadores, a partir de 1º de maio. O reajuste beneficiará cerca de 1060 profissionais da Educação, entre professores e educadores.

Atualmente a folha da Educação tem o custo de R$ 1.486,414, 38 (um milhão, quatrocentos e oitenta e seis mil, quatrocentos e quatorze reais e trinta e oito centavos). Para o pagamento de 960 professores, que lecionam nas escolas e de 100 educadores que trabalham nos Cemeis (Centros Municipais de Educação Infantil) o município recebe recursos do governo federal através do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação). Os demais funcionários da Educação são pagos com recursos do município – 25% da receita é destinada à secretaria de Educação, além de valores de recursos livres.

Demais funcionários

      O prefeito Edson Basso também está propondo 8% (oito por cento) de reajuste aos demais 1.488 funcionários efetivos. No total, serão beneficiados 2.276 funcionários efetivos. Segundo Juliano Castagnoli, presidente do Sindicato dos Servidores Públicos da Administração Direta – SSPDA, o sindicato terá reunião com o prefeito Edson Basso no próximo dia 25 e será realizada assembléia da categoria no dia 28. O sindicato pretende reajuste de 8% a 10%, mas a dificuldade do município é que recursos federais apenas são repassados para pagamento de pessoal da área educacional.

Segundo o IBGE, a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) fechou 2010 com uma taxa acumulada de 5,91%. Portanto, com o reajuste, os funcionários municipais terão ganho real de salário em torno de 4% (quatro por cento).

Nelsão ataca imprensa

Mais uma vez o vereador Nelsão do PMDB atacou a imprensa regional. O vereador ainda se refere ao episódio da cabeçada que ele jura não ter desferido contra seu colega Wilson Andrade (PSB).

O sindicalista licenciado insinuou mais uma vez que a imprensa só publica aquilo para que é paga. Novamente Nelsão afirmou que há um grupo de pessoas tentando derruba-lo e que, para isso, despejam recursos financeiros nas mãos de jornalistas.

A afirmação de Nelsão é grave. Entretanto é mais uma acusação infundada, sem provas, que sequer seria levada em conta pelo Ministério Público.

Não é de hoje que Nelsão acusa o Governo Municipal e seus membros de pagarem a imprensa com dinheiro público para ataca-lo.

Em outras ocasiões Nelsão criticou duramente o jornal "O Metropolitano". O semanário local faz a maior cobertura da cena politica local.

Zanlorenzi deve assumir comando do PSDB

Um tucano abriu o bico a revelou que o ex-vice prefeito Romeu Zanlorenzi deve sim assumir a presidência do PSDB de Campo Largo. A ordem vem de cima: o deputado estadual Valdir Rossoni, presidente estadual da sigla, deve destituir o comando provisório, aprovado em convenção este ano. 

A manobra não afetaria o prestígio do vereador Lucir Merchiori, presidente do diretório provisório do PSDB, tampouco o líder dos tucanos na Câmara, o vereador Celsinho Açougueiro. 

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Com manobra jurídica, Nelsão ganha tempo

O Vereador Nelsão, do PMDB, ganhou um presente de Páscoa da mesa executiva da Câmara. Na Sessão de logo mais o parlamentar, acusado de quebra de decoro, terá seus argumentos de defesa apresentados em plenário antes da composição da Comissão Processante (CP).

A Comissão de Ética encaminhou pedido a mesa executiva do poder legislativo recomendando a abertura de processo contra Nelsão. 

O líder sindical ganhará tempo com a manobra jurídica. Imagina-se que ele usará o adiamento da escolha dos membros da CP para, enquanto manter o foro privilegiado, desferir criticas ameaçadoras aqueles que considera seus "inimigos".

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Alunos da Positivo vão orientar sobre IRPF

A Prefeitura de Campo Largo divulgou, em seu portal na internet, a iniciativa da Universidade Positivo que colocará uma equipe de alunos do curso de ciências contábeis. Eles prestarão orientação a população sobre a declaração do Imposto de Renda Pessoa Física.

Um posto de atendimento especial será montado no dia 16 de abril, das 9h às 16h, na Praça Getúlio Vargas. Pelos canais virtuais as dúvidas serão respondidas por uma equipe de alunos.

Serviço:

Atendimento presencial na UP
Todas as quintas-feiras, até dia 28 de abril
Horário: das 18h às 20h
Local: Espaço Empreendedor - térreo do Bloco Amarelo

Atendimento presencial em Campo Largo
Dia 16 de abril
Horário: das 9h às 16h
Local: Praça Getúlio Vargas – Centro

Atendimento virtual
E-mail: ajusteanual@gmail.com
Twitter: imposto2011
Blog: ajusteanual.blogspot.com
Informações: (41) 3317-3414

Comissão de Ética vai recomendar abertura de processo contra Nelsão

Ao que indicam as conversas nos corredores da Câmara de Vereadores, a Comissão de Ética e Assuntos Especiais deve encaminhar um pedido de abertura de processo de cassação contra o vereador Nelsão, do PMDB.

A indicação pode ser levada ao plenário já na próxima segunda-feira, dia 20. Lá serão definidos os membros da Comissão Processante, através de sorteio. 

É sobre a escolha dos membros que paira o medo da população. Sabe-se que, dos 10 vereadores aptos a votar (o acusado Nelsão não tem direito a voto), dois já manifestaram publicamente que são contrários a cassação do parlamentar, denunciado por quebra de decoro parlamentar. 

Analisando de maneira breve, porém coerente, caso a Comissão Processante  tenha como integrantes  os dois vereadores contrários a cassação, acredita-se que o processo possa se estender pelo prazo máximo de 90 dias, como prevê o regimento. Uma manobra legitima que dará ao acusado folego para  disparar acusações levianas contra aqueles que ele julga ser culpados em armar a favor de sua cassação. Já no caso destes parlamentares não participarem da Comissão, o processo, dizem, pode levar no máximo 30 dias para ser encaminhado a mesa executiva e, portanto, ser apreciado em plenário para votação dos vereadores. 

Ao que tudo indica a sobrevida de Nelsão será decidida na próxima segunda. Resta dizer ao seu suplente, Airton Vaz da Silva (PMDB), o Betinho, que segure as pontas com o alfaiate para que o terno de sua posse não junte poeira.

Uma arma por um chocolate

O movimento Muda Campo Largo lançou uma campanha que propõe que crianças troquem armas de brinquedo por chocolate. A iniciativa mobiliza dezenas de pessoas em toda cidade. A campanha busca empresários que colaborem com chocolates. 

Os interessados em participar devem manter contato com os idealizadores através do e-mail mudacampolargo@hotmail.com ou no telefone 8459-4832.

Foro privilegiado


Safado, vigarista! Rótulos utilizados notoriamente num bate boca de bar, entre bêbados. Palavras usadas comumente num dialogo de marginais. 

Vergonhoso ouvir tudo isso sair da boca de um parlamentar. Mas o que motiva um homem público a propalar tais calúnias? Difícil afirmar. O que se sabe apenas é que, o que torna o vereador "corajoso" o bastante para fazer tais afirmações difamatórias é sua condição: o parlamentar tem foro privilegiado. 

A lei garante que um representante do povo faça uso de sua função para agredir, manchar, acusar quem quer que seja, sem que suas vitimas tenham direito a, no mínimo, retratação. Tampouco é possível interpelar um parlamentar judicialmente por ofensa moral. 

Aos covardes restou acobertar-se sobre o véu do foro privilegiado para atacar, intempestivamente, aqueles que corajosamente buscam a verdade.

terça-feira, 12 de abril de 2011

Josley pede urgência à Comissão de Ética

Na tumultuada Sessão de ontem da Câmara de Vereadores, o Presidente Josley Andrade (PSC) pediu , a Comissão de Ética, que proceda com "urgência" na analise da denuncia encaminhada a mesa executiva. 

A maioria dos vereadores deseja que o imbróglio seja resolvido o mais breve possível. O desgaste provocado pelo episódio da agressão de Nelsão do PMDB tem causado constrangimento aos parlamentares. 



Tensão e tumulto na Câmara

Como já era esperado, a sessão ordinária de ontem (11) da Câmara de Vereadores de Campo Largo foi tensa e tumultuada. No plenário,  presença recorde de pessoas como jamais vi nestes últimos anos. 

Nelsão, do PMDB, provocou mais uma vez autoridades, caluniou adversários e disparou acusações infundadas contra todos que ele considera "inimigos do mandato". 

A este blogueiro, o parlamentar reservou um capitulo especial de suas falas. Destilou todo o veneno de seu vil palavreado, escondido sob o manto do foro privilegiado, que garante a ele e a qualquer outro vereador, o direito a xingar, acusar, desmoralizar e mentir sem que as vitimas possam tomar qualquer medida legal contra os mesmos. 

A sessão de ontem da Câmara mais parecia um circo. Entre 11 vereadores, dois palhaços tentavam comandar o picadeiro. Sem sucesso! A atração da noite foram as provas apresentadas na denuncia encaminhada a mesa executiva da casa. Detalhes que mostravam outro espetaculo medíocre protagonizado por Nelsão. 

A população compareceu e, graças aos palhaços, sorriu. Até mesmo gargalhou com as mentiras e infâmias. Mas ao sair do picadeiro, chorou. Envergonhado o campo-larguense foi para casa cabisbaixo, com o orgulho ferido e o sentimento doloroso que uma frustração pode causar.

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Jovens russas lançam calendário sensual para combater corrupção

O movimento juvenil pró-Kremlin "Nashi" (Nossos, em português) lançou um calendário para destacar o lado não corrupto do governo russo e protestar contra a corrupção de outras autoridades do país.

Intitulado "Sexo contra a corrupção", o calendário traz fotos sensuais de mulheres e cita diversas situações que sugerem um desvio de conduta.

No mês de setembro, uma professora aparece em uma foto sensual, segurando uma régua. Ao lado da foto se lê: "Eu vou te ensinar a viver sem subornos".

A foto que ilustra o mês de novembro vem acompanhada da frase "Envelopes são apenas para cartas".

Imagina se a moda pega em Campo Largo? 

Leia mais e veja as imagens clicando aqui.

Novo jornal será de oposição

Num universo cada vez mais carente de informação surgirá, em breve, o tão badalado novo jornal campo-larguense. Ninguém sabe seu formato, tampouco seu nome, muito menos quando começa a circular. Mas é verdade que o novo impresso servirá como uma espada do bloco de oposição na luta pelo poder. 

Um repórter garantiu nas redes sociais que é assim: "Oposição!!!". Mauricio Rivabem, do PTN, não apenas controlará o "pasquim" como escreverá uma coluna. Marcelo Puppi, do DEM, trará sua experiência ao informativo. Era Puppi quem articulava o já extinto "Nosso Jornal", semanário que circulava há quase 10 anos em Campo Largo e que defendia o grupo lierado pelo também extinto PFL. 

A oposição garante que os demais veículos de comunicação da cidade não tem "transparência". Ainda afirmam não ter "dinheiro para comprar espaços como o governo" nos jornais locais. Acusações pesadas contra aqueles que servem a democracia com informação e imparcialidade. Esses seriam os motivos que levaram os opositores do governo municipal a unirem-se para criar o novo veículo.

A afronta do bloco de oposição contra jornalistas e radialistas de Campo Largo deve ampliar-se ainda mais. 

Mas devemos pensar: é mesmo verdade que a impresa local não abre espaço para oposição por interesse financeiro? Ou talvez a oposição não tenha argumentos coerentes o bastante para ocupar as manchetes dos jornalisticos locais?

Câmara inicia hoje processo contra Nelsão

A Câmara de Vereadores de Campo Largo inicia hoje, em sessão ordinária, o processo que pode levar a cassação do mandato do vereador Nelsão, do PMDB. A mesa executiva da casa já incluiu na ordem do dia a denuncia formalizada na quinta-feira passada (07) pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB). 
Outro capitulo desta "saga" ocorre ainda nesta quarta (13), quando a Comissão de Ética se reúne para discutir a denuncia. 

Fazendo uma breve analise dos fatos, a pressão popular deve acelerar o andamento do processo. A Comissão de Ética, por exemplo, tem até 120 dias (ou quatro meses) para se pronunciar sobre a denuncia. Em tese, o processo que levaria a cassação do mandato de Nelsão poderia levar um bom tempo. Mas, pelo que e nota nos bastidores e devido principalmente a repercussão do caso junto a opinião pública, tudo deve correr rapidamente no poder legislativo.

Enquanto isso, os "adversários" políticos de Nelsão podem esperar chumbo grosso do vereador, acusado de quebra do decoro parlamentar. Acusações levianas e sem fundamentação factual ou documental serão despejadas em plenário. Uma manobra desesperada de mudar os holofotes sobre sua imagem.

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Campo Largo tira o chapéu para Palmeira

Na noite desta quinta-feira (07) o Presidente da Câmara de Vereadores de Campo Largo, Josley Andrade (PSC) compareceu, a convite do Prefeito de Palmeira Altamir Sansom (PSC), da abertura da Expo Palmeira. 

O evento, tradicional na cidade, reúne milhares de pessoas. Atrações musicais, exposições e comidas típicas, como o famoso carneiro assado, são atrativos de sobra para visitação.

Durante a abertura do evento Josley Andrade revelou ao Prefeito Sansom: - "Como campo-larguense confesso que estamos [campo-larguenses] com inveja de Palmeira esta noite Prefeito!" - disse Andrade, parabenizando o município pelo grande evento. Sansom ficou emocionado em saber que sua pequena cidade consegue fazer uma festa popular melhor que a "gigante", segundo ele próprio citou, Campo Largo.
A festa, meus amigos, é digna de campo-larguense tirar o chapéu ao povo de Palmeira.

Em fevereiro deste ano o Para Raio publicou informações sobre supostas articulações entre empreásrios do polo da louça de Campo Largo. Leia o artigo que aborda a possibilidade de realização, ainda este ano, da Festa da Louça.

Rivabem exclui Nelsão de bloco da oposição

Nas fotos divulgadas na internet, da reunião promovida por Mauricio Rivabem (PTN) e que aparentemente criou o superbloco da oposição, muita gente estranhou a ausência de um personagem. O vereador Nelsão, do PMDB, principal nome de oposição ao Governo Basso em dois anos, foi excluido do encontro.

Perguntas de leitores chegaram aos montes. Todas trazem suposições que motivaram a ausência do sindicalista. A teoria predominante dá conta que, após as denuncias de quebra de decoro parlamentar e, consequentemente, com o prestigio negativo junto a opinião pública, a presença de Nelsão acarretaria "rejeição" ao grupo recém criado. "Já não basta o Affonso e o Romeu lá?" - ironizam uns.

Parafraseando Cazuza, Nelsão poderia explicar muito bem a saia justa:

Não me convidaram
Pra esta festa pobre
Que os homens armaram
Pra me convencer...

Sessão da próxima segunda, na Câmara, promete ser quente

Ao que parece a próxima sessão ordinária do legislativo municipal reserva episódios acalorados. Após receber a denuncia do PSB contra Nelsão (PMDB) por quebra de decoro parlamentar, a mesa diretora da Câmara de Vereadores deve revelar, na integra, o contéudo do processo montado pela assessoria jurídica do partido. 

Conhecendo o temperamento do pemedebista, acusado de agredir um colega em plenário no ultimo dia 21, é possível que tenhamos um debate acalorado promovido por Nelsão. Perdoem-me mas, vindo do sindicalista não se trata de um debate, mas sim um monologo de desespero e blefes.

Tudo pode acontecer. O amigo João, do jornal O Fato, promete manter reportagem de plantão durante a sessão para não perder um só detalhe. 

Oposição divulga "carta da incoerência"

Somente 27 meses após assumir pelo segundo mandato consecutivo a Prefeitura Municipal, o Prefeito Edson Basso (PMDB) passa a ter quem chamar de oposição. Durante todo este tempo apenas Nelsão, filiado no mesmo partido de Basso, porém sem controle de sua conduta através da legenda, criticou impiedosamente sua administração.

Agora velhos caciques políticos, como Romeu Zanlorenzi (sem partido), Affonso Guimarães (PSDB), Marcelo Puppi (DEM) e Júlio Torres (PPS, filho de Sebastião Torres), entre outros, juntam-se a Maurício Rivabem (PTN), com olhares aguçados e em foco na sucessão municipal. 

Sabe-se que nenhum dos velhos nomes da política local tem chances nessa disputa. 2012 é um campo de batalha para os "jovens".

A carta divulgada (e assinada) pelos oposicionistas presentes a reunião organizada por Rivabem tem conteúdo populista. Entretanto, por si só ela soa incoerente. As reclamações do povo foram transcritas em papel e depois assinadas por muitos nomes que já estiveram no poder e, nada ou muito pouco fizeram. Pessoas que ocuparam espaço em governos e pouco agiram para resolver problemas como os que a carta nos traz. 

No fundo o "documento" não passa de um engodo. Uma jogada de marketing mal elaborada e descabida, fruto de um encontro que demonstra seu único propósito: organizar um grupo para a disputa eleitoral do próximo ano. 

Quem pensa Campo Largo agora, como os jovens do movimento #mudacampolargo ou o "Nós Podemos Campo Largo", debate os problemas do município sem erguer qualquer bandeira partidária. Há um abismo de diferença entre estes movimentos e a "oposição organizada".

A carta, mal redigida e com um "toque" literal duvidoso é na verdade o exemplo da demagogia que corrói a política. Ela é a primeira de muitas, uma banal "CARTA DA INCOERÊNCIA"!

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Câmara recebe denúncia contra Nelsão

Foi protocolada na manhã desta quinta (às 10h58m do dia 07), na Câmara de Vereadores de Campo Largo, a denúncia contra o vereador Nelson Silva de Souza, o Nelsão, do PMDB, por quebra do decoro parlamentar. A iniciativa foi do Partido Socialista Brasileiro (PSB) de Campo Largo. 

O vereador e Presidente da Câmara, Josley Andrade (PSC) recebeu em mãos o documento que contém argumentos que, segundo a assessoria jurídica do partido, são suficientes para que a Comissão de Ética abra o processo que pode resultar na cassação do mandato de Nelsão.

A denuncia foi adicionada a pauta da próxima sessão ordinária, programada para as 20h00m da próxima segunda-feira (11). Na ocasião o documento será lido na integra para o plenário. Foram anexados a denuncia todos os vídeos e reportagens veiculadas na imprensa. A mesa executiva da Câmara não descarta exibir essas provas durante a sessão. 

Agora o processo corre por conta do poder legislativo, conforme bem especifica seu Regimento. A Comissão de Ética deve analisar, já na próxima quarta-feira (13), a denuncia formalizada pelo PSB.

terça-feira, 5 de abril de 2011

Polícia Federal prende super quadrilha por fraudes

Da redação do Bem Paraná, com Polícia Federal
A Polícia Federal prendeu 16 pessoas acusadas de desvio de verba pública através de Oscips – organizações que recebem verba do governo para realização de projetos nas áreas de saúde, educação e segurança. A ação batizada de Operação Dejavu II foi deflagrada na manhã desta terça-feira (5), nos estado do Paraná, Santa Catarina, Acre, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal.

De acordo com a PF, dois grupos que atuavam na região paranaense entre 2003 e 2009, desviaram cerca de R$ 90 milhões. As fraudes envolviam duas organizações, a Agência de desenvolvimento Educacional e Social Brasileira - Adesobras e o Instituto Brasileiro de Integração e Desenvolvimento Pró-Cidadão, o Ibidec. O esquema era feito pela simulação de contratos de prestação de serviços com empresas de consultoria e emissão de notas frias.

Milhões - Uma das OSCIP´s investigadas firmou contratos, entre 2006 e 2009, com os municípios de Araucária, Cafelândia, Campo Largo, Cascavel, Céu Azul, Colombo, Curitiba, Itaipulândia, Lapa, Missal, Pinhais, Piraquara e São José dos Pinhais, que correspondem ao valor aproximado de $ 22 milhões de reais. Outra ivestigação apurou o desvio de R$ 3, 44 milhões. E Uma segunda Oscip, mantida pela mesma quadrilha, entre 2003 e 2006, firmou contratos com os municípios de Curitiba, Itaipulândia, Mercedes, Ouro Verde do Oeste, Palotina, Pato Bragado, Santa Helena, Santa Terezinha do Itaipu, São José dos Pinhais, São Miguel do Iguaçu e São Pedro do Iguaçu, os quais correspondem a aproximadamente R$ 65 milhões de reais.

O agente da Polícia Federal, Marco Koren declarou que a maioria das prisões se concentra em Curitiba. A operação foi e conjunto com a Controladoria-Geral da União e Receita Federal.

Os crimes previstos são de peculato (artigo 312 do Código Penal), de advocacia administrativa (artigo 321 do CP), contra disposições da Lei de Licitações (Lei n.º 8.666/1993, artigos 89 e 96), e associação criminosa (artigos 288 do CP), além de lavagem de dinheiro.

Mauricio Rivabem critica Sérgio Schmidt

Em entrevista ao programa "Jornal do Meio Dia", veiculado hoje (terça, 05) pela Rádio Ágape AM, o líder do PTN Mauricio Rivabem, soltou o verbo e criticou as declarações do vereador Sérgio Schmidt (PDT). Na sessão de ontem o parlamentar afirmou que o problema da malha viária de Campo Largo é antigo. 

Rivabem disparou afirmando que faltou coerência de Schmidt. Para ele, o vereador foi infeliz ao colocar que os antecessores de Edson Basso também são responsáveis pelos problemas enfrentados atualmente pela população. 

Mauricio fez "chacota" com relação a Schmidt, criticando também a postura do parlamentar que, segundo ele, até pouco tempo recriminava o atual governo e agora defende.

Um ano sem Newton Puppi

Há exato um ano Campo Largo perdia um de seus maiores líderes políticos: Newton Puppi. Aos 77 anos ele lutava arduamente contra um câncer de pulmão. 

Sua ausência é sentida até hoje na cena política local. Inúmeras manifestações de pesar e tantas outras de reconhecimento foram registradas nas redes sociais da internet. Segundo relatos de um funcionário da Central de Luto o túmulo de Newton Puppi recebe hoje dezenas de visitas. Familiares e amigos que ainda sentem a falta do extraordinário homem que consolidou seu nome a frente de importantes realizações em prol do município. 

Certamente os conselhos de Puppi fazem falta nesses dias de turbulência que vive a política campo-larguense. A um ano de uma eleição municipal Campo Largo não terá, seja "batendo chapa" ou como em 2004, quando atuou na articulação da campanha de Edson Basso, a intervenção de Newton Puppi no dia a dia de uma disputa eleitoral. E isso fará muita falta no debate político.
No Twitter, o filho de Newton, o ex-vereador Marcelo Puppi, relatou – “Newton Puppi permanece como meu exemplo de vida, de retidão, de característica, de honradez! Uma herança que juro respeitar”.
Por três ocasiões Puppi comandou o poder executivo de Campo Largo (63 a 69, 77 a 82 e 97 a 2000).

Newton ainda ocupou outras importantes funções públicas: foi gerente da Caixa Econômica Federal, diretor do Instituto de Previdência do Estado – IPE e, por último, Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado – TCE.

Celsinho anuncia R$ 200 mil de Francischini para saúde

O líder do PSDB na Câmara de Vereadores de Campo Laro, Celsinho Açougueiro, anuciou ontem que o Deputado Federal Fernando Francischini (PSDB) irá viabilizar recursos para a saúde pública de Campo Largo. Celsinho afirmou em plenário que o município será contemplado com uma emenda parlamentar, de autoria de Francischini, no valor de R$ 200 mil. 

Ainda, de acordo com o vereador, este recurso pode ser destinado para construção de uma nova Unidade Básica de Saúde para atender os moradores do Jardim Itaqui.

Solidariedade?

Em um de seus pronunciamentos na sessão de ontem, na Câmara, o vereador Nelson (PMDB) agradeceu as manifestações de apoio de algumas figuras políticas, entre elas o líder do PTN Mauricio Rivabem, o ex-vereador Marcelo Puppi (DEM) e o Deputado Federal Ângelo Vanhoni (PT). A lista é pequena se comparado ao número de manifestações de repúdio a conduta recente do vereador, que pode responder a um processo por quebra do decoro parlamentar após agredir um colega em plenário. 

O apoio de Rivabem nada surpreende mas, correlacionar Vanhoni e Puppi como favoráveis a atitude de Nelson soou estranhamente para muitos. Tanto que, ao citar seus nomes, Nelsão causou espanto no público presente no plenário.

Charge do Paixão

Sérgio Schmidt defende Basso e culpa administrações passadas por buraqueira

O Vereador Sérgio Schmidt (PDT) saiu ontem em defesa do Prefeito Edson Basso (PMDB). O parlamentar falou sobre os graves problemas queixados por moradores quanto às más condições das ruas da cidade. Para Schmidt, a situação vivida hoje é o reflexo do trabalho não realizado por gestões passadas. Ele citou os ex-prefeitos Emídio Pianaro Jr, Newton Puppi e Affonso Guimarães como culpados pela deteriorização da malha viária.

Segundo Schmidt, os antecessores de Basso pouco ou nada fizeram para manutenção das vias públicas do município, e ainda pouco investiram na pavimentação de novas ruas. 

O vereador chegou até mesmo lembrar do asfalto "casquinha de ovo" ou "Sonrisal", obra realizada durante a última gestão de Affonso e que virou piada entre seus opositores. Tratava-se do teste de um novo material. A prefeitura, na época, pagou: a empreiteira realizou a pavimentação que, logo nas primeiras chuvas, desapareceu. 

Sérgio Schmidt salientou que em breve duas novas equipes estarão reforçando o trabalho de reparação das ruas da cidade.

Empolgado, Schmidt finalizou o assunto afirmando que as pessoas que usam o adesivo "do adote um buraco" [campanha criada por populares] deveriam repensar sua atitude, pois para ele, quem promove isso "não ama Campo Largo".

sábado, 2 de abril de 2011

Frase do dia...

"Sob pressão, não recue. Jamais desanime. Entregar-se é tudo que o que eles querem. Levante a cabeça e enxergue que, tão pressionados quanto você estão os teus inimigos."

Do publicitário e amigo Fabiano Santos

Provopar realiza bazar de produtos apreendidos pela Receita Federal

Nos dias 7 e 8 (quinta e sexta-feira) o Provopar Ação Social realiza bazar com mercadorias apreendidas pela Receita Federal. O bazar terá sucesso na sede do programa, na Rua Desembargador Clotário Portugal, 842, das 13h30 às 18 horas. Estarão sendo vendidos eletrônicos, brinquedos e peças de vestuário. Haverá distribuição de senha para evitar tumultos.

É importante que a população participe, pois além de encontrar mercadorias de boa qualidade e baixo custo, em comparação com o mercado, todo o valor arrecadado será destinado aos projetos que o Provopar desenvolve com as famílias que se encontram em risco social.

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Palhaçada

Do blog do Fábio Campana


Calma. Não se trata de mais um caso envolvendo vereadores de Campo Largo.O palhaço Tiririca (PR-SP) deputado mais votado do Brasil, com 1,3 milhão de votos, usa dinheiro da Câmara para empregar humoristas do programa A Praça é Nossa.

Em 23 de fevereiro, foram nomeados como secretários parlamentares os humoristas José Américo Niccolini e Ivan de Oliveira, que criaram os slogans da campanha eleitoral do deputado.

Ambos recebem o maior salário do gabinete, de até R$ 8 mil, somadas as gratificações.


Cabeça de Prego, Xexelento e Mequetrefe

Quem não lembra dos personagens mencionados na coluna "Noticias Quentes" do jornal A Folha de Campo Largo. Não para minha surpresa eles saíram do baú e voltaram a rondar. Cabeça de Prego, um golpista nato que trabalha em Campo Largo e reside em Santa Felicidade não para de agir. Defende o Mequetrefe, outro "picareta" que um dia sonhou ser radialista. Sem sucesso!

Xexelento, truculento e extremamente desequilibrado, goza da simpatia de Cabeça de Prego, e anda as voltas numa aliança mal feita com Mequetrefe.

Juntos os três somam processos por agressão, ofensa moral, inadimplência e descumprimento de obrigação originada em títulos e outros documentos de dívida.

O trio é perigoso. Seus amigos sempre costumam envolver-se em confusões. Porém, nenhum deles goza de competência para sequer alcançar êxito em suas tramóias. São bagagem dispensável em qualquer caminhada eleitoral. 

Pra discontrair...

Novos adesivos estão saindo da gráfica. Após a campanha "adote um buraco" o novo hit nos pára-brisas de carro será: "Você ama Campo Largo? Coma uma pizza!". A brincadeira faz uma clara alusão ao caso de quebra do decoro parlamentar de Nelsão, do PMDB, na semana passada, e que, pelo menos até agora, não resultou em nenhuma representação na Comissão de Ética da Câmara. 

Será que esse adesivo cola?

E o novo jornal?

O "novo jornal" campo-larguense, previsto para circular em março, ainda não apareceu. Virou lenda, tal qual ganhador da Raspinha das Loterias da Caixa: todo mundo sabe que existe, mas ninguém jamais viu. 

O repórter do programa Jornal do Meio Dia, Flávio Barstz, segue empolgado com o projeto que ele mesmo afirma ser completamente desvinculado a partidos políticos ou mesmo pré candidatos. 

Ainda assim pessoas ligadas ao PTN de Mauricio Rivabem comemoram ao mencionar a bravata em reuniões e jantares, afirmando que o "jornal do Mauricio" vai mostrar a verdade a Campo Largo. Alguns, ainda mais afoitos, comentam que o informativo será "um trampolim para a vitória", citando as eleições municipais de 2012. 

Segundo Basso, buracos estão com os dias contados

Na coluna "Alça de Mira" do jornal A Folha de Campo Largo desta terça-feira, o Prefeito Edson Basso revela que está contratando duas novas empresas para cuidarem da recuperação de vias públicas. 

Em termos práticos: tapar a buraqueira que toma conta das ruas de Campo Largo.

Ainda, segundo a coluna, o assunto é prioridade para Basso, que espera ver a malha viária do município totalmente recuperada até maio. 

A noticia é talvez a mais esperada pela população campo-larguense depois da cassação do vereador Nelsão, do PMDB. Mas não ganhou amplitude na mídia, até o momento. 

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Best WordPress Themes